Amantes da leitura

Hoje nosso blog será dedicado para todos os amantes de leitura. Ao contrário do que muitos projetam como exercício, ler é um exercício e não faz suar a camisa hahah

Foto: Istock
Foto: Istock

Quando pensamos em exercício, logo nos vem uma imagem de alguém correndo horas na esteira ou andando de bicicleta, suando e se cansando. Mas a verdade é que existem outros tipos de exercício, e a leitura é um desses, tem papel de exercitar a mente.

Não existe e nem nunca existirá contra indicação para leitura. Nosso proposito é que vocês encontrem esse vício e não larguem mais. Benefícios é o que não faltam. Descobrir novos caminhos, novos mundos, entrar na ficção, entrar no mundo real, imaginar, sonhar, dormir tarde porque não consegue parar de ler e descobrir mundos a partir de letras, palavras e pontuações.

Pra quem não tem muito o hábito da leitura, temos três recomendações para você amar e se viciar no mundo dos livros. Os livros do John Green são agradáveis e tem uma leitura bem gostosa. A lista de livros que John escreveu é bem extensa e hoje vamos falar um pouco sobre “A Culpa é das Estrelas”, “Cidades de Papel” e “Quem é você, Alasca?”. 

A Culpa é das Estrelas

Foto: http//divirta-se.uai.com.br/app/noticia:cinema:2014:01:29/noticia_cinema,150963:a-culpa-e-das-estrelas-ganha-trailer-legendado-para-o-brasil-assista.shtml
Foto: http://divirta-se.uai.com.br/app/noticia:cinema:2014:01:29/noticia_cinema,150963:a-culpa-e-das-estrelas-ganha-trailer-legendado-para-o-brasil-assista.shtml

“(…)Existe uma quantidade infinita de números entre 0 e 1. Tem o 0,1 e o 0,12 e o 0,112 e uma infinidade de outros. Obviamente, existe um conjunto ainda maior entre o 0 e o 2, ou entre o 0 e o 1 milhão. Alguns infinitos são maiores que outros. Um escritor de quem costumávamos gostar nos ensinou isso…” – Hazel Grace

Quem não se emocionou lendo A Culpa é das Estrelas? É um livro simplesmente lindo e rico em emoção. Você vai rir, chorar e vai amar.

O livro conta a história de Hazel Grace e Augustus Water, dois adolescentes portadores de câncer, que se conhecem através de um grupo de apoio da igreja, e faz com que eles se aproximem, vivam aventuras incríveis e se apaixonem no decorrer da história. Uma historia envolvente e emocionante.

O filme foi bem fiel ao livro, o que é ótimo, porque transcreve tudo o que imaginamos enquanto estamos lendo. A escolha dos atores, Shailene Woodley – como Hazel e Ansel Elgort – como Augustus, também foi incrível e bem assertiva.

Cidades de Papel

Foto: http//g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2015:05/john-green-e-nat-wolff-vem-ao-brasil-para-lancamento-de-cidades-de-papel.html
Foto: http://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2015:05/john-green-e-nat-wolff-vem-ao-brasil-para-lancamento-de-cidades-de-papel.html

De todas as sortes do mundo, Quentin teve a sorte de ter uma vizinha como Margo Roth Spielgeman.

Cidades de Papel tem como protagonistas, Quentin e Margo, dois jovens vizinhos que quando crianças foram surpreendidos por um incidente no parque do bairro. Após esse dia, a relação deles foi diminuindo e foram naturalmente se afastando.

Margo é popular na escola e Quentin é apenas Quentin, tem seu grupo, seus amigos e é feliz assim. Até que um dia é surpreendido com a aparição de Margo, na janela de seu quarto. A partir de então, Quentin pode dizer que sua vida não foi mais de papel e ele pode vivenciar coisas que ele jamais planejou.

O filme tem previsão de lançamento para o dia 9 de julho e terá a ilustre presença de John Green para estreia do filme aqui no Brasil. Margo será interpretada por ninguém mais, ninguém menos, do que Cara Delevigne, modelo e atriz, e Quentin, será interpretado por Nat Wolff, escritor e ator. Nat Wolff deu vida a Isaac, amigo de Augustus no filme “A Culpa é das Estrelas”.

Quem é você Alasca?

http://wmfeditora.com.br/Fundo_alasca/Desktop/Wall_Alasca_Desk_talvez.png
http://wmfeditora.com.br/Fundo_alasca/Desktop/Wall_Alasca_Desk_talvez.png

“Mas que diabos significa “instantâneo”? Nada é instantâneo. Arroz instantâneo leva cinco minutos, pudim instantâneo uma hora. Duvido que um instante de dor intensa pareça instantâneo.”  

Miles Halter, é um adolescente que se apega a últimas palavras das pessoas. Cansado de sua vida sem graça e sem muitos amigos, Miles decide estudar em um colégio interno à procura do que François Rabelais, poeta francês, disse quando estava a beira da morte e que chamou de o “Grande Talvez”. Muitas coisas, aventuras e pessoas o aguardam na nova escola e uma delas é Alasca.

O filme já está sendo gravado, mas ainda não tem data prevista para estreia. Estamos ansiosíssimos para saber a data!

Pra você que ainda não leu nenhum desses, corre que dá tempo. Pratique o exercício da leitura! 🙂

Continue acompanhando nosso blog para mais novidades! Instagram: @parizijeans

Posts recentes

Comentários

    Arquivos

    Categorias

    Meta

    Escrito por:

    seja o primeiro a comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *